Entrevista - Eva Andressa Vieira

Nome: Eva Andressa Vieira 

Idade: 25 anos

Competindo desde o ano de: 2005

Categoria:
Body Fitness

Altura:
162cm

Peso Pré- contest:
56- 57kg

Peso Off-season:
63kg

Principais Títulos

  • 2009 – Campeã Overall Brasileira de Body Fitness – IFBB
  • 2009 – 3. Lugar Campeonato Sul Americano de Body Fitness – IFBB
  • 2008 – Campeã Brasileira de Body Fitness – IFBB
  • 2006 – Campeã Brasileira de Figure – NABBA
  • 2006 – Campeã Paranaense de Figure – NABBA
  • 2005 – Campeã Paranaense de Figure – NABBA

 

Perguntas

Esta entrevista será (ou tentará ser) diferente, isso porque sabemos que você já deu inúmeras entrevistas e a grande maioria peca em ser repetitiva, então vamos tentar ser criativos aqui.
1 – Por que você começou a treinar e o que faz você seguir treinando?
Comecei a treinar por vaidade, era muito magra e queria ficar com o corpo “sarado”. Hoje em dia a musculação faz parte da minha vida. Treino porque virou uma paixão, e também para manter o corpo e a saúde em dia.
2 – Qual o seu tipo de treino preferido? Pode dizer quantos dias por semana você treina, a divisão do treino, etc.
Adoro fazer treino de hipertrofia para perna. Em Pré-contest, sinto falta disso, pois no body fitness não pode ter as coxas grossas. Então quase não treino perna em Pré, quando treino, faço séries com o mínimo de carga e com número alto de repetições.
Treino de 5 à 6 dias por semana.
Segunda: Perna (Quadríceps) e panturrilha
Terça: Costas e abdômem
Quarta: Ombro
Quinta: Perna (femoral) e glúteo
Sexta: abdômem e panturrilha
Sábado: Costas
Esse é um exemplo de divisão de treino que faço, mas sempre estou mudando.

3 – Você faz aeróbico? Sempre, nunca ou apenas antes das competições?
Geralmente faço três vezes por semana em torno de 30 à 40 minutos. Em Pré contest, passo a fazer exercícios aeróbios todos os dias, duas vezes ao dia, cada sessão de 40 a 60 minutos.
4 – Qual o seu exercício preferido?
Agachamento.
5 – O que mais lhe incomoda na academia?
Quando quero fazer um exercício e alguém fica no aparelho conversando ao invéz de treinar.
6 – Você tem preferência por treinar com pesos livres ou aparelhos?
Depende muito do exercício. Mas eu gosto de variar. Um dia faço o exercício com pesos livres e no próximo treino faço o mesmo exercício no aparelho, quando possível.
7 – Você normalmente treina sozinha ou acompanhada? Diga a sua preferência e explique por que prefere.
Normalmente sozinha. Prefiro assim, pois se você treina com alguém, um amigo, por exemplo, a chance de você parar o treino para conversar é muito grande. E também cada pessoa tem seu tempo de descanso, a força é diferente, etc. Quando preciso de ajuda no treino, peço para meu treinador me acompanhar.
8 – Você acredita na frase você é o que você come?
Com certeza. Eu acredito que a alimentação seja 70% para se ter um bom resultado. Se você se alimenta corretamente, terá um corpo em forma e a saúde em dia. Agora, se você optar por comer gorduras, doces, além de acumular alguns kilos de gordura no seu corpo, afetará também sua saúde. Não basta só treinar, tem que fazer dieta.
9 – Você sofre com a dieta ou acredita que com o tempo vai ficando mais suportável?
Com certeza com o tempo vai ficando mais suportável. O organismo se adapta a uma alimentação mais saudável. Mas confesso, que de vez em quando da.
10 – E acredita na expressão NO PAIN, NO GAIN (SEM DOR, SEM GANHO)?
Sim. Pois se você vai para a academia achando que se fizer um treininho “meia boca”, tá ótimo, tá enganado. Pois para se ter um resultado, tem que ir além, tem que se sacrificar mesmo.
11 – Sobre preconceito, você sofre com esse problema ou já sofreu? Acredita que esse preconceito contra o fisiculturismo e contra o body fitness (para os leigos infelizmente somos tachados de loucos musculosos e sem cérebro, eles parecem não enxergar nada além…) está diminuindo?
Bom, na verdade qualquer lugar que você frequente, sempre tem alguém para te criticar. Nunca ninguém fala na sua cara, mas fica de risadinha com o colega, ou escuto algo do tipo: “nossa que horrível!”, “assim já é exagero!”. As pessoas não tem noção do que dizem. Cada um tem um estilo de vida, se não gostamos pelo menos devemos respeitar.
12 – O que podemos fazer para diminuir o preconceito das pessoas em relação ao esporte?
Divulgá-lo mais. E mostrar realmente o que é o esporte, a dedicação que o atleta tem que ter. Pois quando um atleta é entrevistado pela mídia, o primeiro assunto que eles mencionam é sobre esteróides anabólicos. Pois para a maioria, o atleta de fisiculturismo é tachado de “drogado”, de “bombado”. Porque quando um atleta de ginástica olímpica ou um maratonista é entrevistado, eles não mencionam esse assunto? Sendo que em várias outras modalidades, os atletas são pegos no anti-dopping. Acho que o erro já começa por aí. Então, a mídia também tem que estar mais informada sobre o esporte.
13 – A motivação é um fator determinante para o sucesso no esporte? Como você faz para se manter motivada?
Sim. O primeiro passo é você realmente gostar do que faz. Não fazer dos treinos uma obrigação. E focar sempre seu objetivo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Enviar um comentário

Artigos Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...